botanica e o bonsai parte 2
IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
Carrinho de Compras
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
botânica e o bonsai parte 2

Botânica e o bonsai parte 2

Como já vimos no artigo anterior, a botânica é o estudo científico das plantas.

Ler artigo original sobre a botânica e o bonsai parte 1

 

Tendo revelado os diferentes aspectos que compõe uma planta, a semente, as raízes, o caule e as folhas, vamos agora olhar mais de perto para a flor e polinização, assim como para o fruto.

 

A importância da botânica no bonsai

 

 

Temos visto que o caule é um orgão de crescimento que dá origem a novos rebentos e inflorescências.

 

Por definição, inflorescência, do latim inflorescere, é a disposição das flores sobre o caule de uma planta. Chama-se inflorescência indefinida quando é terminada por um broto e inflorescência definida quando é terminada por um botão de flor, que floresce primeiro e o seu crescimento pára a seguir.

 

A Flor:

 

 

A flor é um orgão das chamadas plantas superiores ou fanerogâmicas, ou seja, a flor contém os orgãos reprodutores, ao contrário das chamadas criptogâmicas que não produzem nem flores nem sementes como fungos, fetos, musgos e algas.

 

As flores são geralmente hermafroditas, têm órgãos reprodutores masculinos, os estames que libertam o pólen e órgãos femininos representados pelo pistilo que recebe o pólen.

 

A flor representa a estrutura reprodutiva das plantas que produzem sementes. Por conseguinte, a função da flor é produzir sementes a partir da reprodução sexuada.

 

Como é composta a flor?

 

- o cálice, formado por todas as sépalas;

As sépalas, que se encontram logo abaixo das pétalas, são muito frequentemente de cor verde. A sua função principal é proteger os órgãos jovens no botão da flor, a fim de assegurar a integridade dos órgãos reprodutores.

 

- a corola, formada por todas as pétalas;

As pétalas estão localizadas imediatamente acima das sépalas e devido ás suas cores brilhantes têm também um papel na atracção de insectos, essenciais para a polinização e fertilização para obter um fruto.

 

- o androécio, que represente os estames;

É a parte masculina que produz o pólen. O estame é constituído pela rede, a vara longa visível sobre o qual se encontra a antera, um pequeno aglomerado coberto de pólen. O pólen é o equivalente dos espermatozóides no mundo animal. O pólen, que é o elemento masculino móvel produzido pela flor, pode ser comparado á farinha ou ao pó por ser tão minúsculo, mais ou menos ovóide, praticamente invisível a olho nu, medindo não mais que do que cerca de dez microns, está inicialmente contido nos estames.

 

- o pistilo, que é formado por todos os carpelos, representa a parte feminina. É a parte central da flor que irá formar fruto e dar as sementes. O pistilo contém um ovário que aloja os óvulos, as células reprodutivas femininas.

 

O pistilo contém um tubo longo que liga o ovário ao estigma, a entrada para o pistilo.

 

A Polinização:

 

Este é o passo que entra no processo reprodutivo das plantas com flores, sem polinização não pode haver frutos, é portanto o elemento chave.

 

A polinização tem lugar quando o pólen é transportado de um estame, que como vimos é o órgão masculino da flor, para o pistil, que é o órgão feminino.

 

Na maioria das vezes, a polinização é realizada por um insecto que é atraído pela cor ou pelo néctar da flor e à medida que se poliniza, alimenta-se do néctar e do pólen e distribui-o a outras plantas nas proximidades.

 

As abelhas são as polinizadoras mais importantes e emblemáticas. Quando vão recolher o pólen das flores, os seus corpos, que estão frequentemente cobertos de pêlos, esfregam-se contra os estames e ficam cobertos de grãos de pólen. Depois voam com a sua colheita e depositam o seu espólio no pistil de outra flor.

O pólen pode assim ser transportado ao longo de vários quilómetros.

 

As abelhas são indispensáveis, não só pela parte mais visível que é o mel, mas são insubstituíveis para a polinização das plantas que são a base da nossa dieta diária.

Infelizmente, tendem a desaparecer na natureza devido ao uso intenso de insecticidas, pelo que temos de as proteger e ajudar, pois o nosso futuro depende disso. Se as abelhas desaparecessem do nosso ambiente, poderia ocorrer a falta de alimentos porque a maioria das plantas cultivadas de que necessitamos para sobreviver já não poderiam ser fertilizadas.

 

O Fruto:

 

Como vimos anteriormente, é depois de o pólen ter sido depositado no pistilo que os óvulos ne seu interior se tornam sementes. O próprio pistilo é a parte que se torna o fruto.

 

O fruto é formado a partir da flor que foi polinizada, ou seja, quando a flor é fertilizada, uma semente ou uma grainha como no caso da uva, é formada no ovário da flor.

 

É um órgão vegetal resultante da fertilização dos óvulos que dará as sementes quando estiver maduro. Os frutos servem para proteger as sementes durante o seu desenvolvimento e mais tarde contribuem para a sua disseminação.

 

Existem vários tipos de fruta:

 

- frutos com caroço como pêssegos, damascos e cerejas;

- frutos de pomóideas tais como peras, maçãs e uvas;

- citrinos tais como laranjas, limões e toranjas;

- bagas e frutos vermelhos, tais como groselhas, mírtilo;

- nozes tais como avelãs, nozes, amêndoas...

 

Qual a importância do fruto para a planta?

 

O principal objectivo das plantas é produzir frutos para asseguar a sua própria reprodução.

 

Esta é a única forma da maioria das plantas na natureza não desaparecerem e multiplicarem-se para assegurar a continuidade da espécie.

 

O fruto cai ao chão e as sementes começam a germinar quando as condições são melhores, quando o tempo começa a aquecer e o solo está suficientemente húmido para assegurar o desenvolvimento da futura sementeira.

 

O valor da botânica e o bonsai

 

O fruto também serve de alimento para animais, aves e insectos, os quais, ao digeri-lo, distribuirão as sementes nele contidas a uma maior ou menor distância, alargando assim a áerea de reprodução.

 

Os frutos são uma importante fonte de fibras, cálcio e potássio e são por natureza ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes, sendo por isso um grande aliado para a nossa saúde, reduzindo o risco de cancro, obesidade e doenças cardiovasculares.

 

Os frutos também estão cheios de água e micro nutrientes, fornecendo ao nosso corpo os elementos de que necessita para funcionar correctamente, têm poucas calorias, contribuindo para uma dieta mais saudável ajudando a manter um peso ideal.

 

 

 

 📆 publicado em 24-04-2022

 

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2022

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1